PENSAR COM OS MEUS BOTÕES

ALGUMAS FRASES, ALGUMAS OPINIÕES

Posted in Política e Sociedade: Artigos de Opinião by Manuel Coimbra on 17/02/2012

AS MENTIRAS DO Sr. SILVA 

Cavaco Silva esteve no seu melhor na mensagem de Ano Novo: falou na necessidade de uma justa distribuição dos sacrifícios por todos os portugueses, mas aprovou o Orçamento de Estado para 2012, que contém mais impostos só para os pensionistas, os funcionários públicos e as classes média e baixa, sem fazer qualquer referência a impostos a cobrar às grandes fortunas, a bancos ou a grandes empresas! A cobardia e a hipocrisia andam de mãos dadas com este presidente da República!

 

UM POLÍTICO ULTRAPASSADO 

O ministro Passos Coelho já é um político do passado, pois a ideologia capitalista ultra-liberal, que segue, está a dar provas de não ser futuro, nem sequer presente, para a Humanidade!

 

OBAMA, PRÉMIO NOBEL DA PAZ?

A atribuição do Prémio Nobel da Paz a Barack Obama foi a maior fraude da história deste prémio, pois o presidente dos EUA nunca fez, nem faz nada pela Paz, antes pelo contrário, pois vai boicotar o pedido do povo palestiniano de reconhecimento da Palestina como país!

 

O PAPÃO 

Por causa do medo do papão do socialismo, as pessoas estão a deixar-se devorar pelo papão ganancioso e desumano do capitalismo.

 

A VENDA DO BPN

A venda do BPN ao banco angolano BIC leva água no bico, pois foi vendido por 40 milhões de euros quando havia oferta de compra de 100 milhões. Quanto terão recebido membros do governo por este favor?

 

MPLA: UM PARTIDO DE CACIQUES 

O Movimento Popular de Libertação de Angola transformou-se num partido não para libertar, mas sim para oprimir o povo angolano, pois usa as riquezas do país, que são de todos os angolanos, em proveito do presidente José Eduardo dos Santos, de sua família e de outros governantes e militares. Como se sentiria Agostinho Neto, se fosse vivo?

 

OS EUA NÃO SÃO PORTUGAL NEM A GRÉCIA

 No passado dia 15 de Julho de 2011, o Presidente dos EUA disse: “Ao contrário do que muitos dizem, não somos a Grécia, nem Portugal”. Tem toda a razão! A Grécia é o berço do pensamento e da civilização ocidentais. Portugal “Novos mundos ao mundo” foi “mostrando” (Luís de Camões n’Os Lusíadas, Canto II, estrofe 45). Os Estados Unidos da América só sabem fazer guerras, para saquearem os recursos naturais dos países onde “põem o pé”, e estão a destruir a vida de centenas de milhões de pessoas com a crise mundial que os seus bancos provocaram. São um bando de pistoleiros arrogantes, gananciosos, fraudulentos e ignorantes!

 

CUMPRIR O ACORDO COM A TROIKA “CUSTE O QUE CUSTAR”

Passos Coelho afirmou, na Assembleia da República, que Portugal vai cumprir o pagamento do empréstimo da troika – BCE, FMI e CE – “custe o que custar”. Mas vai custar a quem? Àqueles que já têm vindo a ser sobrecarregados com impostos – os pensionistas, os funcionários públicos, as classes média e baixa – ou agora quem vai pagar vão ser os banqueiros, os grandes industriais e a classe média alta? É que os impostos sobre os mais pobres têm sido o dobro daqueles que os mais ricos têm pago. Ou o 1º ministro actua agora sobre os mais favorecidos, ou se não…não!

 Manuel Coimbra

Anúncios

PRIVACIDADE, SEGURANÇA E LIBERDADE DOS CIDADÃOS EM PERIGO

Posted in Política e Sociedade: Artigos de Opinião by Manuel Coimbra on 13/02/2011

            O governo «socialista» de José Sócrates, a pedido dos Estados Unidos da América, fez um acordo com este país para fornecer dados biométricos e pessoais dos cidadãos portugueses. Além de ser um acto de abuso de confiança do governo sobre os cidadãos, pois estes acreditam que os seus dados pessoais são protegidos pelo Estado e só divulgados em caso de crime, é uma violação dos Artigos 3º e 12º da Declaração Universal dos Direitos do Homem que defendem os direitos à privacidade, à segurança e à liberdade dos cidadãos.

            Os EUA e o nosso governo alegam a necessidade desta medida para fins de combate ao terrorismo, tendo o próprio ministro da Administração Interna afirmado que só serão fornecidos dados pessoais e biométricos de cidadãos suspeitos de serem terroristas. Só que as  afirmações do ministro Rui Pereira são mentira, conforme o atesta o caso que vos vou contar:

            No passado dia 5-01-2011, uma pessoa minha conhecida, portuguesa, que vive em França, fez uma transferência bancária de baixo valor  da sua conta em Portugal,  no BBVA – Banco Bilbau Viscaya Argentaria (Portugal), para outro banco em França e verificou que no documento emitido pelo balcão do BBVA de aviso de débito da transferência lia-se o seguinte (digitalização da parte final do aviso de transferência, que não faz referência ao nome do titular da conta por razões óbvias, que bem compreendeis):

   Como o acordo de cedência de dados pessoais aos EUA carece ainda de aprovação da Assembleia da República (esperemos que os deputados tenham o decoro e a lucidez necessários para não o aprovarem), em que se baseia o BBVA (Portugal) para fornecer dados pessoais de um cliente português sem sua autorização e à revelia da aprovação definitiva daquele acordo pela AR?!

Além do mais, segundo vi no canal de televisão RT, no dia 4 de Fevereiro, o Senado norte-americano, por ter constatado que o Patriot Act, a lei anti-terrorista promulgada por Bush, violou aqueles direitos dos cidadãos e permitiu que 40.000 americanos fossem investigados e as suas vidas devassadas pela CIA, sendo  muitos deles activistas políticos, sindicalistas e defensores dos direitos humanos, e não propriamente terroristas, pretende alterar essa lei, tornando assim este acordo desde já sem sentido.

Os cidadãos portugueses que considerem esta causa importante para si, poderão, se assim o entenderem, assinar a petição INVIABILIZAR INFORMAÇÃO AOS EUA SOBRE DADOS BIOMÉTRICOS E PESSOAIS DOS PORTUGUESES, à qual poderão aceder directamente pela Internet, através do site Petição Pública, alojada em: http://www.peticaopublica.com/?pi=P2011N5719, a entregar posteriormente na Assembleia da República. 

Manuel Coimbra

OTAN: MÁQUINA DE GUERRA AO SERVIÇO DOS EUA

Posted in Política e Sociedade: Artigos de Opinião by Manuel Coimbra on 05/12/2010

            A Organização do Tratado do Atlântico Norte surgiu no rescaldo da 2ª Guerra Mundial com o intuito principal de proteger pessoas e bens (conceito estratégico inicial desta organização), mas que na realidade escondia o receio do poder militar da União Soviética e da ideologia dita comunista, com a qual teve confrontos diplomáticos e estratégicos que tiveram o seu auge na crise dos mísseis soviéticos colocados em Cuba durante a presidência de John Kennedy. Enquanto o Pacto de Varsóvia durou, poderia ainda haver alguma justificação ideológica e política para a existência da OTAN, como forma de equilíbrio de forças entre os dois blocos militares. Actualmente, visto que o Bloco de Leste se desmoronou, não existe qualquer razão válida para esta instituição continuar a existir.

            A OTAN é actualmente uma organização bélica sem sentido, que se limita a defender os interesses estrategico-militares e económicos dos Estados Unidos da América, e dos países a eles subservientes, em qualquer parte do Mundo.

            Segundo o que li, a Cimeira da OTAN em Lisboa veio propor um novo conceito estratégico: o de defender um modo de vida. Que modo de vida é que se pretende proteger?

Com certeza, aquele que se vive actualmente: o da exploração do homem pelo homem, o do capitalismo financeiro, o mercado livre de capitais, , que sem qualquer regulamentação do Estado, dá lucros fabulosos a alguns e escraviza milhões de pessoas, provocando crises, como a que estamos a viver, que sacrificam os povos e os atiram para a pobreza, de um dia para o outro. Propõem defender um sistema injusto e imoral, que só se preocupa com a ganância e a globalização (disseminação de um modelo económico, social e cultural de índole anglo-saxónica). 

Esta organização manifesta também a intenção de passar de uma postura defensiva a uma atitude proactiva, isto é, deixar de intervir só em autodefesa e, se achar necessário,. fazer a guerra contra quem quer que seja, claro está, para defender o tal modo de vida.

E  já vimos como é que os governos dos EUA reagem quando têm conflitos de interesses ou de ideologias: invadem, fundamentando-se em mentiras (o caso do Iraque), derrubam governos e montam ditaduras (a ditadura de Pinochet no Chile), desrespeitam os direitos humanos,  quando lhes convém. E ironicamente afirmam ser acérrimos defensores dos direitos humanos. Espanta-me ver a Europa ajoelhada perante tão perfidioso parceiro!

Os líderes europeus actuais, a começar por Durão Barroso, que é responsável moral pela morte de centenas de milhares de seres humanos no Iraque, ao ter apoiado a invasão deste país pelo exército americano durante o governo de G. Bush, são lacaios dos interesses americanos e estão a pactuar com a destruição da União Europeia, tão distante que está, neste momento, dos ideais de Jean Monnet! Não vivemos numa Europa dos cidadãos, pluricultural, solidária e defensora dos grandes ideais da Humanidade, mas numa Europa deturpada e corrompida por esse modo de vida que a OTAN se propõe eternizar!

 Manuel Coimbra

Tagged with: , ,